Card. Pietro Parolin preside ao 13 de Maio

O dia 13 de Maio é, desde 1917, uma data marcante na história de Portugal. Apesar da distância física, é inegável a proximidade dos acontecimentos de Fátima à vida e ao ministério do Romano Pontífice. A 13 de Maio de 2017, por ocasião do centenário, o Papa Francisco deslocou-se a Fátima e canonizou os Pastorinhos, Francisco e Jacinta.

De modo a assinalar o primeiro aniversário dessa visita, Sua Eminência o Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado de Sua Santidade presidiu à Eucaristia no Colégio Português. Para além daqueles que fazem parte da comunidade do Colégio, marcaram presença o Sr. D. Amândio Tomás, Bispo de Vila Real; o Sr. D. José Avelino Bettencourt, Núncio Apostólico na Arménia e na Geórgia; o Sr. Embaixador de Portugal junto da Santa Sé, António José Emauz de Almeida Lima e a Ministra Conselheira da mesma Embaixada, Maria Manuel Durão; o Mons. Agostinho da Costa Borges, Reitor da Igreja de S. António dos Portugueses; o Mons. Fernando da Silva Matos, Conselheiro Eclesiástico da Embaixada de Portugal junto da Santa Sé; o Mons. Robert Murphy e Mons. Kisito Ouedraogo, da Secretaria de Estado; e algumas outras pessoas que se uniram a este momento de festa e júbilo. 

Na sua homilia, o Sr. Cardeal lembrou a visita do Papa Francisco à Cova da Iria e animou os sacerdotes do Colégio a viver com o olhar fixo em Jesus mas com os pés bem assentes na terra e na proximidade com os homens. 

À celebração da Eucaristia seguiu-se o almoço, após o qual foram homenageados o Mons. Amândio Tomás, como agradecimento pelos seus longos anos como Reitor do Colégio; o Mons. José Avelino Bettencourt pelo 25.º aniversário da sua ordenação sacerdotal; a Ir. Olguette Fonseca, Madre Superiora das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Vitórias, a celebrar 60 anos de consagração religiosa; a Ir. Isabel Gouveia, a celebrar 50 anos de consagração religiosa. 

A comunidade do Pontifício Colégio Português gostaria de manifestar a sua profunda gratidão ao Sr. Cardeal Pietro Parolin pela sua presença no Colégio, pelas suas expressões de proximidade e afecto e quis aproveitar esta ocasião para renovar a sua comunhão de oração pelo Romano Pontífice e pela Igreja.